Menu

Perguntas frequentes

Tenho uma denúncia sobre irregularidade no meu local de trabalho. Como faço para encaminhá-la ao Sintraconst-Rio para que o Sindicato tome as providências?
Há três formas simples e imediatas de você denunciar qualquer problema sobre sua frente de trabalho. Confira:
- você pode vir diretamente à sede central do Sintraconst-Rio e procurar o setor de Apoio Social (Rua Haddock Lobo, 74. Estácio. Perto da estação de metrô Estácio). Ou ir à subsede de Campo Grande (Rua Taquarembó, 124),
- você pode ligar para o Serviço de Atendimento ao Trabalhador nos telefones (21) 2196-1606 ou 2196-1607,
- você pode enviar sua denúncia pelo WhatsApp do Sindicato, (21) 98091-3219
- você pode mandar email para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Quanto a empresa pode descontar do vale-transporte no meu contracheque?
O trabalhador da construção civil do Rio tem descontado apenas 1% do valor de seu vale-transporte do mês em seu contracheque. Esse benefício é uma conquista do Sindicato. A legislação permite desconto de 6% do valor.

Preciso da ajuda de um advogado. O Sintraconst-Rio oferece assistência jurídica gratuita?
Sim. O trabalhador sindicalizado tem auxílio de advogados especializados em diferentes áreas, como Trabalhista, Previdenciária, Cível, Família e Empresarial. O time jurídico do Sindicato ajuda na busca por aposentadorias, pensões, direito do consumidor, pensão alimentícia, divórcio, heranças, entre outros casos.

Quando é que o meu salário é reajustado?
A data-base (referência para o reajuste salarial) da construção civil do Rio é 1º de março. Portanto, o aumento, quando definido, passa a valer desde o dia 1º de março de cada ano. Porém, as negociações salariais levam tempo – são demoradas porque o Sintraconst-Rio quer o melhor para o trabalhador, mas as empresas custam a conceder as reivindicações. Portanto, a negociação pode levar meses. Mas assim que é definida, o reajuste salarial vale desde o salário de março, independente do mês que a negociação acaba.

A empresa não me pagou tudo o que devia. Quais documentos preciso para entrar na Justiça contra a empresa?
Para que o processo possa ser bem fundamentado, é importante você guardar em bom estado seus contracheques, carteira de trabalho, contratos de trabalho assinados com a empresa e o formulário do PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário), que é preenchido pela empresa.

Que documentos eu devo levar ao advogado do Sintraconst-Rio para processar a empresa?
- carteira de trabalho
- nome, endereço e CPF das testemunhas (desde que tenham trabalhado na mesma empresa)
- comprovante de residência em nome próprio atualizado
- extrato analítico do Fundo de Garantia atualizado (mês a mês)
- notificação de aviso prévio
- três últimos contracheques
- nome, endereço e CNPJ da empresa contratante e da empresa que terceirizava os serviços
- endereço das obras trabalhadas e períodos discriminados de cada obra trabalhada
- ofício de encaminhamento do TRT (se não for sindicalizado). Buscar na Rua do Lavradio, 132. Se for sindicalizado, não há necessidade desse ofício.

Como faço para me sindicalizar?
É rápido e fácil. Basta preencher o formulário. Clique aqui para preencher o formulário.
Ou ligue para (21) 2196-1632.

Como a empresa deve proceder para realizar a compensação de horas?
Para a empresa fazer a compensação de horas de trabalho, em casos de período de Carnaval e Natal, por exemplo, deve preencher o documento de Proposta de Acordo de Compensação que consta neste link e apresentar na sala 2 do Sintraconst-Rio, em duas vias originais e uma cópia, com antecedência mínima de 15 dias úteis da primeira data.

Como deve ser pago o cartão assiduidade (vale-alimentação, fome zero)?
O cartão assiduidade pode ser reajustado a cada ano. O trabalhador recebe esse benefício mensal conquistado pelo Sintraconst-Rio se não tiver falta durante o mês anterior. O depósito deve ser feito até o décimo dia útil de cada mês.

Como funciona o pagamento de hora extra?
A hora extra trabalhada de segunda a quinta-feira deve ser paga com adicional de 50% na primeira hora. Depois, a partir da segunda hora extra trabalhada, o adicional é de 100%. Na sexta-feira, as duas primeiras horas extras tem adicional de 50%, e a partir da terceira hora é 100%. Aos sábados, o adicional é de 70%, com limite máximo de seis horas. Domingo e feriados é 100% do valor.

Como funciona o banco de horas?
O banco de horas deve ser registrado no Sindicato pela empresa. Se não for registrado, não tem validade jurídica. O banco de horas pode estabelecer o limite máximo de uma hora de trabalho a mais por dia e essa uma hora deve ir para o banco. A empresa tem 12 meses para zerar o banco dando folga ao trabalhador. Se em 12 meses ela não fizer isso, deve pagar as horas do banco como hora extra.

Quero passar um fim de semana com minha família na sede campestre do Sintraconst-Rio, em Rio Bonito. Como faço?
Você deve entrar em contato com o Departamento Sócio Cultural para agendar sua  visita. Os contatos são (21) 2196-1631 / 1632 / 1641 ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

E a festas que o Sintraconst-Rio realiza? Como participo?
O Sindicato faz todo ano duas grandes festas para o trabalhador. No dia 1º de maio e na terceira segunda-feira de outubro. Essas festas contam com sorteio de motocicletas e carro 0km, além de centenas de eletrodomésticos. Para participar do evento, o trabalhador e seus dependentes devem apresentar a carteira sindical em dia na entrada da festa, que acontece sempre a partir das 9h, na quadra da Unidos da Tijuca (Avenida Francisco Bicalho, 47. Leopoldina. Perto da Rodoviária Novo Rio).

SINTRACONST-RIO

Departamentos

Siga-nos

Empregadores