Menu

Convenção Coletiva 2019: empresários não querem repor inflação nos salários

As negociações deste ano em relação ao reajuste salarial e à convenção coletiva estão demorando mais do que o normal.

Um dos motivos é a crise econômica, que toma conta do Brasil e segue profunda especialmente na construção civil carioca. Os empresários aproveitam o momento para tentar retirar da convenção o benefício do cartão assiduidade (240 reais/mês), que é uma garantia dos trabalhadores sindicalizados ao Sintraconst-Rio.

Além disso, os empresários não querem repor a inflação, ao contrário do que a assembleia da categoria definiu. A comissão de negociação do Sintraconst-Rio tenta aumentar os salários dos trabalhadores da construção civil sem perdas para a inflação.

"Estamos negociando, a situação é difícil, vamos para mais uma rodada de negociação na próxima semana", explica o presidente do Sintraconst-Rio, Carlos Antonio.

É bom lembrar que, quando o reajuste for definido, ele é retroativo a março deste ano.

Confira aqui as reivindicações da assembleia dos trabalhadores.

Voltar ao topo

SINTRACONST-RIO

Departamentos

Siga-nos

Empregadores