Menu

RESISTIR E LUTAR. SEMPRE. Com a Reforma Trabalhista, apenas patrões têm vantagens

RESISTIR E LUTAR. SEMPRE. Com a Reforma Trabalhista, apenas patrões têm vantagens

A aprovação e sanção da Reforma Trabalhista garante ao grande capital poder maior de exploração dos trabalhadores brasileiros e acaba, na prática, retirando direitos justamente de quem mais precisa.

Obediente ao mercado, deputados, senadores e o presidente Michel Temer rasgaram garantias históricas dos empregados de todo o Brasil com a falácia da geração de empregos.

Da parte do Sintraconst-Rio e da Força Sindical, a mobilização e luta vão continuar.

"Não podemos deixar retroceder em nossos direitos. A Reforma Trabalhista prejudica a nós todos e às futuras gerações", destaca o presidente do Sintraconst-Rio, Carlos Antonio.

As mudanças aprovadas vão reduzir o custo da mão de obra e deixar ainda mais frágeis a proteção jurídica aos trabalhador.

Além disso, a nova lei vai restringir a capacidade de negociação e de mobilização dos empregados e de seus sindicatos em um cenário econômico bastante adverso.

Com a reforma em vigor, o patrão terá o direito de deixar de pagar metade da rescisão trabalhista a partir de um "acordo" com seu empregado.

A resistência vai seguir firme e forte, assim como a mobilização nos canteiros de obra.

Confira a seguir como votaram os senadores na Reforma Trabalhista.

Clique aqui e veja como votaram os deputados federais.

Voltar ao topo

SINTRACONST-RIO

Departamentos

Siga-nos

Empregadores