Menu

Reforma da Previdência: trabalhadores da construção estão entre os mais prejudicados

Reforma da Previdência: trabalhadores da construção estão entre os mais prejudicados

Não é humano pensar que um estucador com seus 60 anos vai ter força suficiente para jogar massa na parede. Também não é humano esperar que um ladrilheiro com mais de 60 anos, com sua coluna muito desgastada, consiga executar sua função com excelência.

Mas é isso que a proposta da Reforma da Previdência apresentada pelo governo de Michel Temer exige dos trabalhadores da construção civil.

A julgar pelo que foi apresentado até o momento, os empregados de obras e reforma em todo o Brasil estão entre os mais prejudicados – trabalhar até os 65 anos e contribuir por pelo menos 25 anos até se aposentar.

De onde o governo espera que os operários tirem energia para seguir na lida diária da linha de frente da construção civil ao chegar nos 60, 70 anos – depois de décadas na labuta em canteiros de obra, passando por diversas empresas em função da alta rotatividade do setor?

O Sintraconst-Rio (Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil do Município do Rio) é frontalmente contrário à Reforma da Previdência conforme foi apresentada pelo governo. Junto com a Força Sindical, o Sintraconst-Rio vai participar e apoiar manifestações de repúdio aos pontos da reforma propostos pelo governo em relação à aposentadoria. A reforma precisa ser mais justa aos operários.

Nós, trabalhadores da construção civil, sentimos diariamente os reflexos do esforço em função da nossa atividade profissional – uma multidão enorme inclusive se acidenta por causa disso. Esperamos que aqueles que vestem terno e gravata em Brasília, tenham mais sensibilidade e humanidade na hora de propor alterações na lei.

O QUE O GOVERNO QUER?

Confira algumas das propostas do governo para mudança de aposentadoria:

Tempo de contribuição
Atualmente é de 15 anos para se aposentar. O governo quer elevar para 25 anos.

Idade para se aposentar
Hoje a soma da idade e tempo de trabalho é de 85 para mulheres e 95 anos para os homens se aposentar. Governo quer idade mínima de 65 anos para homens e mulheres.

Aposentadoria integral
Governo propõe que para receber aposentadoria integral, sem os descontos, o trabalhador precisa contribuir por 49 anos à Previdência. Ou seja: se o trabalhador começou a contribuir com 18 anos, ele vai se aposentar com o benefício completo só aos 67 anos. Isso se ele trabalhar direto durante os 49 anos de labuta.

Voltar ao topo

SINTRACONST-RIO

Departamentos

Siga-nos

Empregadores